Home » Noticias » Brasil ocupa 112º posição em saneamento entre 200 países

Brasil ocupa 112º posição em saneamento entre 200 países

No ranking de países que mais avançaram em saneamento nos últimos 12 anos, realizado pelo Instituto Trata Brasil, o País aparece na 112º posição, atrás da Argentina, Uruguai, Chile, Omã, Síria, Arábia Saudita e Egito, conforme reportagem divulgada pelo jornal O Globo. Segundo o estudo, esse resultado não significa necessariamente que esses países tenham um saneamento melhor do que o Brasil, mas que apresentaram mais melhoras no período analisado. O estudo mostra inclusive que, no Brasil, houve queda no ritmo da expansão do saneamento. Nos anos 2000, era de 4,6% ao ano. Nesta década, está em 4,1%.

“O País avança, mas é aquém do necessário. Passamos as décadas de 70 e 80 quase sem investimentos, e as cidades cresceram sem qualquer planejamento”, disse Édison Carlos, presidente do Instituto Trata Brasil.

Esse déficit e o avanço fora da velocidade adequada – ainda que entre 2009 e 2013 mais de 19 milhões de pessoas tenham passado a ter acesso à rede geral coletora de esgoto – têm impactado o dia a dia dos brasileiros em áreas distintas, como Saúde, Educação, trabalho e turismo. No Brasil, a taxa de mortalidade, em 2011, era de 12,9 mortes para 1000 nascidos vivos. Países com melhor cobertura sanitária chegam a 4,3%. Com o avanço do saneamento, o número de internações por conta de infecções gastrointestinais seria diminuído e, além disso, por conta de trabalhadores afastados por diarreia e vômito, em 2012, o Brasil teve um custo de mais de R$ 1 bilhão com horas não trabalhadas.

A Educação também é outra área muito afetada. A pesquisa mostra, com base nos dados da Pnad 2012, que os alunos que vivem em áreas sem acesso à coleta de esgoto têm atraso escolar maior dos que têm a mesma condição socioeconômica, mas estão em locais com coleta.

Fonte: O Globo, 19/03/2014

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...