Home » Noticias » Como os moradores de São Paulo estão se preparando para a seca

Como os moradores de São Paulo estão se preparando para a seca

O modelo de rodízio em São Paulo, que pode fazer com que os paulistanos passem cinco dias seguidos sem água e dois com abastecimento, não está definido, mas, assombrados com a possibilidade, muitos paulistanos têm buscado maneiras de se preparar para o período de seca.

Para que o impacto do rodízio seja menos sentido, moradores da região paulistana têm se equipado de caixas d’água, baldes, pequenos estoques de água mineral, galões e, principalmente, sistemas de captação de chuva. Uma das medidas adotadas pelas Sabesp para economizar água é a redução da pressão nas tubulações, deixando muitos moradores sem água durante várias horas ao longo do dia. A preocupação atem levado muitos paulistanos a estocar água mineral. Em alguns supermercados faltam embalagens de água com mais de cinco litros.

A necessidade de economizar água fez com que moradores de São Paulo fundassem o movimento Cisterna Já. Nele, um grupo ensina, através de oficinas, cursos e tutoriais gratuitos, a construir pequenas cisternas caseiras, que captam e armazenam água da chuva.

Assim, a água pode ser usada aos usos não potáveis: limpar o chão, regar as plantas e para a descarga do banheiro.

Vale lembrar que é preciso colocar cloro na água e uma tela na parte superior do reservatório, para evitar a proliferação de mosquitos e outros microorganismos.
Fonte: Correio do Brasil, 04/02/2015

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...