Home » Noticias » Custo de energia ainda é um dos entraves para o setor de cloro e soda

Custo de energia ainda é um dos entraves para o setor de cloro e soda

A expectativa da Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor) para 2014 no o setor em 2014 de cloro e soda é otimista. Em entrevista ao portal Valor Pro, do jornal Valor Econômico, o diretor-executivo da entidade, Martin Afonso Penna, diz estar otimista. acreditar que a produção em 2014 neste ano deve ser pelo menos igual ou superior a 2013. “(Isso) até para viabilizar os investimentos já anunciados”, diz o executivo, fazendo referência a projetos em curso.

Apesar do otimismo, o alto custo valor da energia elétrica, que representa 45% dos custos de produção de cloro e soda, ainda é uma das principais preocupações do setor pesará para o setor. A redução dos custos de energia, anunciada pelo governo no ano passado, não surtiu efeito para o segmento a indústria, que se enquadra na categoria de consumidor livre. Com o nível baixo dos reservatórios e o acionamento das térmicas, que encarece ainda mais o gasto, o cenário pode piorar nos próximos meses.

Em entrevista ao Valor Pro, Martin Afonso Penna disse que a indústria manterá a luta por custos de energia mais competitivos no País. “Hoje, estão proibitivos para a indústria eletrointensiva”.

Fonte: Valor Pro, publicado em 29/1

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...