Home » Noticias » Demanda por produtos químicos cresce 7,2% em 2013, enquanto produção tem alta de 1,67%

Demanda por produtos químicos cresce 7,2% em 2013, enquanto produção tem alta de 1,67%

O consumo aparente nacional, que mede a demanda nacional por produtos químicos, subiu 7,2% em 2013, em relação ao ano anterior, conforme dados preliminares. A se confirmar a expectativa de crescimento do PIB para o ano passado, a elasticidade da demanda por produtos químicos, sobre o PIB, terá sido superior a três. O índice de quantum da produção químicos de uso industrial também fechou 2013 com crescimento. Todavia, com variação menor, de 1,67%, em relação ao ano anterior, também conforme dados preliminares.

Em 2013, a produção subiu 1,67%, as exportações caíram 7,9% e o volume importado cresceu 17,7%, apesar da desvalorização do real. Quanto à capacidade instalada, a taxa média de ocupação de todo o ano passado ficou em 82%, um ponto acima da verificada no ano anterior. Esses resultados evidenciam a elevada ociosidade no segmento. Os resultados do índice de vendas internas também são positivos, com elevação de 0,56% em 2013, sobre o ano anterior. No entanto, desde agosto, as taxas de crescimento do acumulado do ano estão em declínio (de janeiro a julho, por exemplo, a elevação no índice de vendas era de 3,25%). O índice de preços fechou o ano passado com elevação nominal de 7,80% (acumulado de janeiro a dezembro). Na comparação com a média de 2012, os preços médios de 2013 estão 11,45% maiores.

Com relação aos dados do último bimestre do ano passado, o segmento retomou a produção de normalidade, apresentando resultados positivos de +5,35% em novembro e +7,67% em dezembro, em relação aos meses imediatamente anteriores. A melhora está refletida também no índice de utilização da capacidade instalada, que fechou dezembro em 85% na média, melhor nível de todo o ano passado. Em razão da sazonalidade, típica do segmento nessa época do ano, o índice de vendas teve recuo de -0,89% em novembro e -9,71% em dezembro. Após dois meses consecutivos de deflação, o índice de preços registrou alta de 1,68% em dezembro.

Fonte: Abiquim Informa, publicado em 30/1

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...