Home » Noticias » Especialistas afirmam: a seca vai continuar

Especialistas afirmam: a seca vai continuar

O governador Geraldo Alckmin decidiu implantar um rigoroso sistema de punição para quem aumentar o consumo de água, com aumento de 50% no valor da conta de quem gastar mais de 20% acima do volume médio rotineiro, segundo a revista Isto É, de 29 de dezembro.

De acordo com a reportagem, os meteorologistas e especialistas alertam de que só um milagre impedirá que uma situação que já era crítica se transforme em catastrófica, pois não há previsão de grande incidência de chuvas. A estimativa é que, se São Paulo simplesmente não secar, a água servida à população terá qualidade bastante inferior à que é oferecida hoje.

Neste verão, segundo o meteorologista Alexandre Nascimento, da Climatempo, as chuvas não chegarão a atingir nem ao menos a média histórica. “Janeiro até pode superar um pouco, mas nos meses seguintes choverá menos do que o normal”, diz ele.

O reflexo, será a redução ainda maior da quantidade de água disponível nos diversos reservatórios que abastecem a cidade, como a Guarapiranga, o Alto Tietê e o Cantareira e de que a água servida à população terá qualidade bastante inferior à que é oferecida hoje.
Assim, segundo Roberto Luiz do Carmo, chefe do departamento de demografia da Unicamp, a parcela mais prejudicada do povo será aquela com menos poder econômico. “As pessoas vão procurar soluções individuais. Quem conseguir pagar, vai comprar algo um pouco melhor. Quem não, vai beber água de péssima qualidade.”

O professor titular do Instituto de Energia e Ambiente (EE) da USP, Pedro Jacobi, alerta que é necessário também reduzir as águas contaminadas, aumentar o tratamento e reuso de esgoto, além de investir mais para diminuir a dependência da região do sistema Cantareira.

 

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...