Home » Noticias » Setor de cloro-soda tem variação negativa até novembro

Setor de cloro-soda tem variação negativa até novembro

De janeiro a novembro de 2013, a produção de cloro atingiu 1,142 milhão de toneladas, o que representa queda de 1% ante o mesmo período de 2012, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor). No caso da soda cáustica a variação negativa foi de 0,6%, equivalente à produção de 1,262 milhão de toneladas. A taxa média de utilização da capacidade instalada atingiu 83%, ou seja, 1% menor que em igual período de 2012.

Os resultados desfavoráveis até novembro projetam para 2013 um nível de produção inferior ao ano de 2012. Esses números refletem as incertezas da economia e a falta de uma política industrial para a indústria química.

O consumo setorial de cloro (vendas totais somadas aos usos cativos) teve redução de 1,4% nos onze meses do ano. Em relação à soda cáustica, as vendas internas recuaram 2,2% de janeiro a novembro sobre igual período de 2012. As importações de soda foram 2,7% menores.

Foram destaque do consumo setorial por segmentação: DCE (Dicloroetano – matéria-prima para a fabricação do PVC), com 39% de participação; seguido pelo ácido clorídrico, com 24%; oxido de propeno, 18%; hipoclorito de sódio, 6%; outros 8%; tratamento de água, 3% e distribuição, 2%.

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...