Home » Noticias » Seca de São Paulo encheria o equivalente a 33 mil piscinas olímpicas

Seca de São Paulo encheria o equivalente a 33 mil piscinas olímpicas

A seca mais severa da história e o consumo elevado de água deixaram o Sistema Cantareira – principal sistema de tratamento e captação de água de São Paulo – com déficit de 82,2 bilhões de litros nos últimos dois meses. O volume seria o suficiente para encher 33 mil piscinas olímpicas, cada uma com capacidade aproximada para 2,5 milhões de litros.

Os dados são do comitê anticrise liderado por técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE). Estima-se que o volume do manancial deve zerar em meados de julho. A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) prevê o esgotamento no dia 21 de junho.

Diante da crise, a ANA e o DAEE liberaram a captação de vazões mínimas das principais represas do Sistema Cantareira durante o mês de abril. O comitê deu prazo de 15 dias para a Sabesp apresentar o plano de captação de água chamado “volume morto”, que fica no fundo dos reservatórios, abaixo do nível das comportas. Segundo a companhia, as obras, que podem retirar até 196 milhões de litros, estarão concluídas entre maio e junho e que o volume é suficiente para quatro meses de abastecimento.

Fonte: O Estado de S.Paulo, 31/03/2014

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...