Home » Noticias » Uso de água subterrânea põe em risco reservas hídricas

Uso de água subterrânea põe em risco reservas hídricas

Diversos países têm sofrido com a diminuição dos recursos hídricos disponíveis para consumo, como China, Estado Unidos e Índia. A água armazenada em lençóis freáticos tem sido uma das soluções utilizadas para contornar o problema, respondendo por cerca de um terço dos recursos hídricos utilizados no mundo, além de ser a principal fonte de água para mais de 2 bilhões de pessoas.

No entanto, o consumo excessivo das águas subterrâneas pode prejudicar a segurança hídrica mundial, conforme escreveu o professor Jay Famiglietti, cientista hidrológico sênior do laboratório de propulsão a jato da Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA), na mais recente edição da revista especializada “Nature Climate Change”.

“Muitos dos maiores aquíferos da maioria dos continentes estão sendo explorados. Sem uma reserva sustentável de água subterrânea, a segurança hídrica mundial corre um risco muito maior do que o reconhecido atualmente”, adverte Famiglietti.

Entre as regiões afetadas estão os aquíferos da Planície do Norte da China, das Planícies Altas e do Vale Central nos EUA, da Bacia Canning da Austrália e os aquíferos alojados sob a superfície do noroeste da Índia e no Oriente Médio.

A água subterrânea, ao contrário de fontes de maior visibilidade, como reservatórios e rios, tem um monitoramento e uma gestão precários o que dificulta o controle do uso dessa água. Em parte do Oriente Médio, do Norte da África e do Sul da Ásia, tornou-se comum perfurar a mais de 2 mil metros de profundidade para alcançar os depósitos subterrâneos, diz o professor Famiglietti.

Fonte: Valor Econômico, 05/11/14

Veja também

Aedes_aegypti_during_blood_meal

Incidência de casos de dengue é maior em ilhas de calor

Com base nos dados da Prefeitura de São Paulo colhidos entre 2010 e 2011, uma ...